sábado, 11 de setembro de 2010

Ele era amigo, alegre, companheiro...

Meu pai era assim...amigo, alegre, companheiro...
Sinto tantas saudades...

Hoje ele estaria completando 79 anos, mas faleceu num acidente de carro em dezembro de 2007.
Eu não poderia deixar passar em branco a data do seu aniversário, pois se eu vejo Deus com tanta ternura, com tanto amor, como um Deus companheiro, amigo e alegre, posso dizer que devo boa parte disso ao meu pai terreno.

O meu pai era daquele tipo de pessoa que alegrava qualquer ambiente onde chegava. Fazia amigos com facilidade e não media esforços para ajudar a família e a todos que se achegassem a ele.

Todas as noites ele ia me buscar no colégio, e ficava ouvindo todo o meu ralato, de como tinha sido o meu dia no trabalho e na escola. Depois que eu fui pra faculdade e eles mudaram pro sítio do meu irmão, eu sentia muita falta das nossas conversas noturnas. Ele meio que "cochilava" enquanto eu "matraqueava"...rsrsrs.

Que pai maravilhoso!

Teve um período difícil que eu atravessei e ele nunca deixou de me apoiar e de estar ao meu lado. Todas as noites ele fazia pipoca e me convidava pra assistir algum filme.
Uma vez por semana, ele me levava num carrinho de lanches e não aceitava a minha recusa, era um compromisso marcado, nosso encontro semanal.
Como ele me fez bem...como soube estar comigo, me apoiando, me fazendo rir.
Estou com saudades, mas sei que Deus, meu Paizinho Celestial, cuida de mim, que está ao meu lado e me consola.
Também conservo a esperança de reencontrar o meu pai salvo, quando Jesus nos buscar.

Queridos, quem tem o seus pais vivos, beije-os bastante, abrace-os, aproveite a companhia deles, pois quando isso já não é possível, dói muito no coração.

Que Deus abençoe os pais e mães, dando-nos um coração sábio para tratar com os nossos filhos, para que um dia, a recordação que tiverem de nós, seja assim...cheia de muito amor.

8 comentários:

Clécia Ferreira disse...

Cida...
que linda a sua declaração pro seu pai...
peço a Deus que te conforte neste dia, graças a Deua ainda tenho meu pai, e o amo muito, porém, às vezes sentimos dificuldades de declarar nossos sentimentos enquanto os temos... mas, nunca é tarde, certo? Um abraço pra vc! Bom final de semana!

Meninas do Reino disse...

Cida,

Perdi meu pai ano passado e sei o quanto dói essa saudade de já não ter alguém tão especial ao nosso lado, só o paizinho celestial mesmo para nos consolar!
Bjs no teu coração precioso querida!

Roberta

Celina disse...

Cida, bela homenagem a seu pai. É também uma mensagem de esperança, porque aguardamos o reencontro de nossos queridos salvos na volta do Senhor.
Obrigada pela visita no meu blog, praticamente instantânea após a publicação do post sobre orações atendidas.
Boa semana.
Celina

Tarciana Soares disse...

Cida minha liinda!!!

Muito bonito o que você escreveu sobre seu pai. Me fez refletir pois ainda tenho o meu e preciso honrá-lo enquanto está vivo.

Minha oração é para que o Senhor console o seu coração.

Você é muito especial!!!

Beijos, Tarci

Vania Ferro disse...

Cida querida.... que pessoa linda era seu pai...queria ter conhecido...dá pra perceber o quanto vc tem de seu pai...espero em Deus que vc possa rever seu paizão um dia...te amo em Cristo minha amiga....xeroooooooooo

Moyses Alexandre de Godoi disse...

Peguei férias esse mês para visitar meu pai, era pra ser em janeiro, mas infelizmente tive que adiantar minhas férias e vê-lo agora, infelizmente digo porque ele foi diagnosticado com câncer, e seu estado é bem crítico, na segunda-feira, véspera de feriado saímos os dois a pé para fazer um lanche, depois caminhamos por algumas ruas que nos trouxeram boas lembranças e renderam uma conversa agradável, fomos ao supermercado comprar uma carne para o tradicional churrasco, afinal feriado sem churrasco não é feriado! Porém dali a algumas horas ele começou a sentir fortes dores, estava há três dias em casa e sei lá talvez longe da medicação mais intensa seu corpo o castigou novamente, foi muito triste acompanhá-lo ao lado da maca rumo ao hospital, e trocar a imagem daqueles belos sorrisos pela expressão de dor, ver aquele homem que sei é muito forte com os olhos inertes olhando para a parede da ambulância e vertendo vez por outra discretas lágrimas tamanha dor que sentia, e eu tendo que me conter a todo custo, sendo que o que eu queria era abraçá-lo e chorar como criança em busca de consolo. Agora só em Deus espero, confio e deposito minhas lágrimas de filho, conto com suas orações, pois para Deus sei, nada é impossível, que Deus te abençoe...

Moyses Alexandre de Godoi disse...

Valeu a força Cida, e desde já sou grato pelas suas orações, mais do que nunca sei que precisarei e muito delas seja para testemunhar o milagre ou ter forças para enfrentar o pior, de qualquer forma sei que posso contar com Deus, com minha família, amigos e irmãos em Cristo...
Que Deus a abençoe muitíssimo...
Ah, sendo professora, quero lhe pedir para dar uma olhada na redação de um jovem cristão daqui que deixa muito adulto "a margem" em termos de Bíblia, a redação não é sobre a Bíblia, mas tem muita importância, afinal é criação Deus, essa redação foi escolhida como a melhor do município e foi para a fase estadual das Olímpiadas de Português...
Fica com o link meu forte abraço e sinceros agradecimentos...

http://sujeitoadeus.blogspot.com/2010/08/o-lugar-onde-vivo-vou-falar-um.html

HD disse...

Olá querida amiga Cida,
Hoje fui ler seu texto e sua homenagem ao seu querido pai. Muito lindo! Percebi o quanto ele era importante para você e o quanto ele era presente em sua vida. Creio que o amor do nosso Pai glorioso é que te sustenta em suas lembranças e preenche seu coração desta ausência paterna.
Tenha uma semana abençoada,
beijos
Suely