segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Saudade...

O mar tem tanta beleza,
Na cor, na força e grandeza;
Quando calmo, reflete,
Ou no vagalhão que repete,
O teto, do céu nublado;
Também o infinito azulado.

Ao quebrar-se na areia,
Em noite de lua cheia,
A branca espuma do mar.
Como a grinalda e o véu,
Na fronte que não tem par,
Da terra unida ao Céu!

O mar é sempre um amigo,
De quem não teme o perigo,
Que procura conquistar.
Caminho do homem antigo,
Com o reino a velejar,
Em busca de outro abrigo.

Contém farto suprimento.
Seja em qualquer momento
Isto sabe o pescador.
Na canoa ou jangada.
Ou, então, no cruzador,
A volta é sempre festejada.

Ó mar: aceita agora,
As lágrimas de quem chora,
O pranto da saudade.
Traga de volta, um dia,
Para nossa alegria,
Os queridos lá de fora!...

Autor: João V. Kuntze

Esse poema foi escrito pelo meu sogro e hoje eu estou postando ele pra dizer pra minha cunhada Dayse, sua filha mais velha, uma querida e amada serva do Senhor, que sentimos muitas saudades dela e do Kiyoto, seu esposo, que moram lá no Japão.
Estamos sempre orando por vocês e sabemos que um dia estaremos todos juntos novamente.
Continua sendo essa pessoa maravilhosa e com esse amor imenso pelo Salvador.

Queridos, que o Senhor supra as necessidades de cada coração, e que as saudades daqueles queridos que moram longe, possa ser sempre um motivo para estarmos orando por eles.

Um abraço e que Deus nos abençoe!

8 comentários:

Amanda Garcia disse...

Oi querida...que linda palavra a sua...tb tenho parentes que moram longe, não tão longe qto os seus, mas a saudade é a mesma...sempre que bate aquela saudade tb oro por eles e espero sempre reve-los em breve...Que Deus te abençoe, o seu blog é uma benção...sempre que eu poder vou dar uma passadinha aqui...bjus

Danny.elle disse...

Oi Cida, olha eu aki....hehe!
Seu blog é benção pura, já estou seguindo!!!!

Grande Beijo para vc!!!!!!!!!

bru disse...

oie Cida gostei mto do post .. lindo lindo .. bjãooo

A Mamãe do viajante disse...

Que poema lindo, principalmente a ultima parte, me tocou muito.

Saudade é um sentimento avassalador, eu sofro disso por dois longos anos que ás vezes parecem mil, mas tenho a fé de que em breve tudo isso irá acabar.
Tenho muita fé!

Cida minha querida, beijocas e um semana linda para você e toda a família.
Aninha.

Sílvia Renata disse...

Oi Cida...
Linda mensagem!
Realmente a saudade dos entes queridos que estão longe é imensa, mas sei que logo nos veremos novamente´, é so uma questão de tempo...
Abraços

Butterfly Blog disse...

Oieeee.. saudades de tu...
passando pra dizer mais uma vez que sou muito abençoada com seus textos, breve vou postar os meus também.
Bjssssssssssss

Família Bernardes disse...

Sabe Cida,
Ontem enquanto lia a sua postagem, meditava sobre os amigos que não moram mais próximo e também alguns parentes na mesma situação.
Uma coisa me veio à mente. Agimos com saudade com os queridos que não estão ao nosso toque, mas às vezes não damos muita importância enquanto estão próximo.

E fazemos o mesmo com Deus e com Sua vontade.
Só nos importamos quando vemos fluir por nossos dedos aquilo que Deus nos deu e não usufruímos.
Talvez por isso a Palavra aconselhe;
"Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto."
(Isaías 55 : 6)

Que o Mestre continue te usando!
Paz!

Tarciana Soares disse...

Ciiida flor!!!

Que liindo o poema do seu sogro e que belas as suas palavras.
Viira e mexe bate aquela saudade dos amigos distantes, só Jesus mesmo pra conforta o coração.
Mas como vc mesma disse que possamos estar sempre em oração por eles para que o Senhor esteja realizando a vontade Dele em suas e nossas vidas.

Um beijos especial pra vc!!!