terça-feira, 16 de novembro de 2010

Amor imensurável...

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."
João 3:16

Quando eu não era mãe, não conseguia avaliar o tamanho do amor materno. Sabia que era enorme, mas não sabia o quanto poderia ser. Eu ouvia falar da força que uma mulher poderia ter para salvar um filho e ficava admirada.

Certa vez assisti na tv uma reportagem de uma mãe, aqui no Brasil, super magrinha e frágil, que havia conseguido levantar um portão de ferro pesadíssimo, que havia caído sobre seu filhinho. Se não fosse ela ter erguido o portão rapidamente para que tirassem ele de baixo, a criança não teria resistido. Os bombeiros ao chegar no local não conseguiam acreditar que ela sozinha tinha erguido aquele portão, pois foram necessários 3 homens para retirá-lo da calçada.

Em outra ocasião assisti outra reportagem, onde uma mãe, não lembro o país, foi com seus dois filhos cavalgar (uma adolescente e um menino), quando de repente um tigre (ou jaguar, não lembro o tipo do bicho) surgiu. Assim que ele correu em direção ao filho menor para atacá-lo, ela sem hesitar pulou do seu cavalo e começou a lutar com o animal. Gritou para que os filhos fugissem e fossem pedir ajuda. Assim que o socorro chegou, o tigre não estava mais ali, apenas uma mãe, toda ensanguentada agonizando. Se aproximaram e ela perguntou dos filhos; eles disseram que as crianças estavam sãs e salvas, ela então com um sorriso deu o seu último suspiro. Imagina, ela aguentou viva até ter a certeza que os filhos estavam bem e fora de perigo.

Os pais não medem esforços, não vêem barreiras, quando o assunto é a segurança e a felicidade dos seus filhos.

Queridos se você é pai ou mãe sabe que é assim mesmo que reagimos ante uma dificuldade de um filho, não é mesmo? Achamos forças que não imaginávamos ter para defendê-los ou resgatá-los numa situação de perigo.

Então, se nós, falhos mortais, temos esse imenso amor por nossos filhos, quanto mais Deus, que provou esse amor enviando seu único filho, Jesus Cristo, para nos salvar.

Que possamos lembrar sempre disso e nos sentir amados e cuidados por Deus, pois somos Seus filhos e Ele está sempre nos alcançando e resgatando, pois o SEU AMOR É IMENSURÁVEL.

Obs: Postei ontem, 15/11 no Recanto das Mamães Blogueiras, o texto completo. Resumi e fiz pequenas modificações para postá-lo aqui e compartilhá-lo também com vocês. Todas as segundas-feiras escrevo no Recanto e o texto publicado lá tem mais uma linda história: Movendo Montanhas. Se desejarem conhecer, dêem uma passadinha lá.

Abraços e uma abençoada continuação de semana pra todos!

7 comentários:

Vania Ferro disse...

Cida querida que texto maravilhoso...
Me fez lembrar um episódio que aconteceu comigo e com meus filhos...
vou mandar por email,porque é grande a história.
Boa semana minah querida amiga...xerooooooo

bru disse...

Oie Cida gostei do post .. e ah mandei e-mail pra você .. bjssss

CORAÇÃO QUE PULSA disse...

Mãe! não tem descrição nem forma.....ELA....simplesmente é.
Somos assim, herdeiras de um sublime amor.
Beijos amiga.
Fique com DEUS.

Tarciana Soares disse...

Que liindas essas histórias Cida, que grande demonstração de amor. É mesmo assim o amor de Deus por nós incondicional, imensurável...

Glória a Deus por este amor que nos alcançou!!!

Que possamos transmitir esse amor por onde passarmos, que outros também conheçam o amor de Deus através de nossas vidas.

Beijos...
E uma semana de bençãos pra você e sua família!!

Clécia Ferreira disse...

Oi querida Cida, que triste a história do tigre... muito forte... porém, realidade...
Que estejamos sempre atentos a crer o amor de Deus para conosco, pois, Ele deu a vida do Seu próprio e único Filho pra morrer por nós... um abraçao, fica na paz! boa semana!

Albaneide,serva LIVRE disse...

Nossas palavras são poucas para mensurar o amor de Deus,mas o impacto dessas breves histórias nos fazer meditar nessa verdade.Jesus te abençõe e use por louvor dELe.bju

Suely Rezende - HD disse...

Cida,

Eu ainda não sou mãe, aliás, não me casei ainda.
Mas sei que este amor o Senhor irá me proporcionar (promessas).
Amor de mãe, tudo sofre, tudo suporta.

beijos
Suely