segunda-feira, 30 de maio de 2011

Quantos filhos quero ou devo ter?

"..., mas há amigo mais chegado do que um irmão." Provérbios 18:24

Uma coisa que eu acho de suma importância, é na época do namoro, o futuro casal conversar sobre a quantidade de filhos que desejam ter. É muito frustrante quando não definem essa questão e se casam, daí um quer ter 2 ou 3 filhos e o outro nenhum, ou 1 apenas.
Mesmo que se amem, isso pesa, pois um sempre vai ficar insatisfeito.

As pessoas tem que ter essa consciência, filhos não são bonecos, objetos descartáveis. Filhos são pra toda vida e vai depender de nós a formação desse novo ser.

Quando eu e o meu marido estávamos começando a namorar, deixei claro que eu tinha problemas no útero e talvez nunca pudesse ter filhos. Eu orava sempre a Deus que Ele me desse um esposo que não fizesse questão de ser pai, devido a esse problema. Meu marido veio sob encomenda, pois não tinha problema isso pra ele.

Depois de muitos anos de casamento...continue lendo esse post aqui no Recanto das Mamães Blogueiras, pois hoje é segunda-feira, dia do meu post lá!

A todos uma feliz semana, que o Senhor abençoe a cada um e a suas famílias!


5 comentários:

Manu Paz disse...

Oi Cida,

Obrigada pelas dicas e pelo carinho lá no blog. Ontem mesmo eu estava conversando com meu marido sobre essa questão da quantidade de filhos, e disse pra ele que muita gente saí colocando criança no mundo, mas que filhos não é pra todo mundo, pq envolve muitas transformações e nem todos estão preparados pra todas essas mudanças. Eu sempre quis apenas um filho e Deus me deu a Sophia, estou feliz e satisfeita. Mas meu marido quer ter dois, mas só daqui a muito tempo, quando a Sophia tiver maiorzinha. Estou orando a Deus, pra que Ele decida por nós. E vou dando tempo ao tempo.

Um super beijo.

disse...

Bom tenho problemas nesta área sabe? rsss

Eu nunca quis muitos filhos, pois sou tão vaidosa, mas, meu marido queria muitos, creio QUE SEJA porque sua família é numerosa, eles eram 9 irmãos, hoje são 8. Por isso ele sempre quis ter muitos filhos, mas eu não. Quando tive a Jessica esperava um menino, pois ele sempre quis um menino. Mas, aí veio a Jessica, e depois de 3 anos engravidei da Amanda, não tinha feito planos para uma próxima gravidez, ela veio no embalo mesmo rss ou seja, no descuido. Enquanto estava grávida esperava um menino, mas já havia feito tudo para uma laqueadura, já havia pago e e estava tudo preparado e foi o que aconteceu, ganhei a Mandinha e fiz a laqueadura, e não pude ter mais filhos e meu marido ficou sem seu menino e vou ser bem sincera contigo , ele me cobra até hoje isso. Acho que devemos conversar sim, tudo tem que ser de comum acordo, na época eu não conversei com ele, mas tomei a decisão de não ter mais filhos por conta própria, até porque eu passava mal demais pra ganhar bebê, pois meu útero não se contraía depois do bebê nascer, perdia muito sangue e quase morria, por isso não pensei duas vezes e tomei minha decisão sem consultá-lo, até porque era minha vida que estava em jogo. Mas, aconselho a todas a conversarem com seu parceiro, se deve ou não ter mais filhos, conversando se evita muitos problemas e tristezas. Mana seu blog é dez, sempre com temas maravilhosos. Dá gosto de vir aqui te ler, precisamos mais de blogs assim. A blogosfera TE AGRADECE rss. Paz linda.

Ao toque do Amor disse...

Olá! vim, oferecer o premio Tocou-me/2011 e deixar o meu toque de carinho e amizade
san

Gisele Vargas disse...

Oi Cida,
é muito importante mesmo essa questão sobre planejamento de filhos.E o casal precisa entrar em acordo quanto a isso...É triste constatar na escola onde trabalho (ed.infantil)como vemos crianças que "vieram" ao mundo sem o menor planejamento e consequentemente, a maioria delas não recebe a atenção e o amor devido.
Beijos querida, tenha uma semana abençoada!

Ellen Ramos Gonçalves disse...

Oi Cida!
Obrigada pelas visitas e comentários carinhosos. Fico muito feliz ao lê-los.
Gostei muito do seu post tb. Q Deus a continue iluminando!
Tenho três irmãos e ADORO! Porém, sempre lembro das dificuldades que meus pais enfrentaram para nos criar, especialmente por causa da questão financeira. Por mais que a economia do nosso país tenha melhorado, as "necessidades" de uma criança aumentaram assutadoramente. Então, se Deus me permitir, gostaria de ter um casal de filhos. Mas Deus é quem sabe.
Grande Abraço!