sexta-feira, 17 de março de 2017

A blasfêmia contra o Espírito Santo...

"E a todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do homem ser-lhe-á perdoada, mas ao que blasfemar contra o Espírito Santo não lhe será perdoado." Lucas 12:10.

Talvez nenhum outro pecado tenha causado maior incerteza e angústia entre os cristãos e sido mais  mal compreendido do que a blasfêmia contra o Espírito Santo. Alguns pensam que Jesus tinha em mente alguns pecados específicos particularmente graves. Ainda que alguns pecados tenham consequências mais drásticas do que outros, é bom lembrar que todos os pecados são abomináveis para Deus. Mas então, o que Jesus quis dizer quando falou sobre o pecado imperdoável?

Veja, a obra do Espírito Santo é levar os pecadores a ter consciência de seu pecado e despertar neles o desejo de aceitar Jesus, o único que perdoa o pecado. A blasfêmia contra o Espírito Santo, portanto, deve ser entendida como a rejeição deliberada e persistente da obra salvadora de Jesus. Ela ocorre quando alguém, de maneira intencional e obstinada, resiste ao testemunho do Espírito sobre Cristo, Sua salvação e Sua graça.

Jesus não está falando de alguém que profere algumas palavras caluniosas. A blasfêmia contra o Espírito Santo é cometida apenas no contexto de uma postura persistente de incredulidade e de hostilidade aberta para com Jesus. A blasfêmia contra o Espírito não se dá em um único episódio; é um decidido estilo de vida.

Quando o ser humano está em obstinada oposição a Deus e, portanto, conscientemente se recusa a dar a Jesus o que Lhe é devido, seu coração se torna endurecido e ele não reconhece a verdade do testemunho do Espírito Santo sobre o sacrifício salvador de Deus em Jesus Cristo. Esse pecado está além da possibilidade de perdão, não porque Deus seja impotente ou não esteja disposto a perdoar, mas porque a pessoa não é capaz de reconhecer seu pecado. Portanto, ela não aceita o perdão de Jesus. É evidente que essa postura tem consequência eternas.

O simples fato de que as pessoas perguntam ansiosamente se cometeram ou não o pecado imperdoável revela certamente que não cometeram. Se tivessem cometido, com certeza, não estariam preocupadas com isso. Sua preocupação é a evidência  que elas estão abertas à direção do Espírito Santo. O que devem fazer é reivindicar a justiça de Jesus e, agarrando-se aos Seus méritos, prosseguir em fé e obediência. Somente debaixo da justiça de Cristo, que é a justiça do próprio Deus (Rm 10:3), elas podem ter a paz e segurança que tanto lhes falta.

Há, na verdade, apenas uma pessoa que Deus não pode perdoar: aquela que se recusa persistentemente a vir a Jesus para obter o perdão. "O pecado da blasfêmia contra o Espírito Santo não se encontra em nenhuma palavra ou ato repentino. É a firme e determinada resistência à verdade e às evidências. Ninguém precisa considerar o pecado contra o Espírito Santo como coisa misteriosa e indefinível. O pecado contra o Espírito Santo é o pecado da recusa persistente em atender os convites ao arrependimento." (Comentário Adventista, v.5, p. 1217)

Autor: Frank Hasel - Lição 11 da Escola Sabatina - 03/2017

Queridos amigos e leitores, senti o desejo de postar esse assunto porque muitas e muitas pessoas tem dúvidas quanto a isso,e acho muito importante quando esclarecemos nossas dúvidas, ainda mais num assunto tão importante.

Abraços a todos e um feliz sábado!!!

Nenhum comentário: